segunda-feira, 22 de agosto de 2016


                             




EXISTÊNCIA ILÓGICA
 


 Acordo... Sondando o espelho: existo !

Nascer, perder a zona de conforto e morrer.

Existir ignorando o por quê, o por quem,

                       o até quando. “Nada” sabemos; que vida, hem ?


Nascemos. Tudo ilógico na ciranda vida-morte.

Situações de risco testam-nos... Poupam-nos!

Vivos estamos entre tantos já “desaparecidos”.

Alguns sem nascer; outros sem sobreviver.


Desconhecemos os porquês do existir-morrer.

Faz-se misterioso no confronto com a vida.

Porém, prosseguimos sem medos absurdos ...

De mais a mais, resolve?  É o nada do nada !


Acreditamos no totalmente ilógico.

Desespero pelos mistérios, por coragens tolas.

Sobre o rondar da morte, quedamo-nos pensativos.

Inutilidade, mediocridade, insatisfação excessivas.

  

 Trilhões de vidas surgindo diariamente.

Aparecem tão naturalidade quanto desaparecem.

“Incompreendemos” o “germinar” e também o “fenecer” .

Sem lógica no caos estabelecido ou na lógica do caos ?

  

              Sustos num crescendo: pode-se morrer repentinamente.

A eterna indagação: “E nós? Quando será aquele dia ou momento?”

O tempo escoa-se e nossa hora torna-se iminente.

Logo chega, como a de todos. Desligamo-nos da vida ...

                             
                                   www.grupofenix50.blogspot.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário